Costelas e Hidromel #055 – Shiva

feed1 feed2 feed3

 

 

 

 

Neste programa: 

Voltamos a navegar pelo Ganges para aprofundar na mitologia Hindu, mas o deus-rio nos levou corrente acima até a cabeça de Shiva e este nos contou algumas de suas estórias.

O deus azulado utilizou seus diversos braços para exibir seus itens sagrados e demonstrar seu poder, quase destruiu o mundo, mas Parvati o impediu, acalmando-o em sua dança.

Após a apresentação, saímos em busca de novas estórias e trombamos com seu filho Ganesh, mas essas ficam para uma outra hora.

Participantes: Guilherme Vertamatti (@GVertamatti) e Renato Sevegnani (@setsunaryu)

 

Comentado no programa:

Trilha sonora:

  • Álbum: Titan
  • Artista: Nihilore
  • Fonte: Free Music Archive
  • Licensa: CC BY
  • Álbum: ICD-10
  • Artista: Kai Engel
  • Fonte: Free Music Archive
  • Licensa: CC BY

 

Já acabou? Ouça outros podcasts!

 

Torne-se um Patron e entre para o exército da Zoeira:

patron

 

Conheça nossos Produtos OFICIAIS!
GIF

 

Acompanhe o Meia-Lua mais de perto:

 

Parceiros:


Renato Sevegnani

Formado em Ciências da Computação, por culpa dos jogos de computador e da BBS/internet, com especialização em qualidade de sistemas e atuando com certificação de sistemas de pagamento. Chato e coerente-incoerente. Profissional em começar jogos e livros e nunca terminar a maior parte deles. Prefere uma boa estória à qualidade gráfica, jogos por turno a tempo real. Acha que FPS tem que ser com mouse e teclado e que sensores de movimento são legais. Fã de dinossauros, Nintendo, cultura japonesa, cinema, zumbis, GURPS e Vampire. Quando lendo, prefere estórias fantásticas às com base no mundo real.


  • Jorge Augusto

    Saudações Mitológicas, dupla! Saudade de vocês!

    Enfim, o cast estava muito bom, eu finalmente consegui entender a referência em um mito de onde eles haviam tirado a versão feminina de Vishnu – olhaí Shurato fazendo sentido.

    Agora gostaria de apontar uma canelada do Verta quando ele falou da representação de referências hindus em Harry Potter – a Parvati (conforme explicado no cast que era a esposa de Shiva depois de ter renascido) é pertencente à Gryffindor (Grifinória em português) e divide o dormitório com a Hermione. A irmã dela não é a Patil (porque este é o sobrenome das duas), e sim Padma. A Padma Patil é aluna da Ravenclaw (Corvinal em Português) e aparece primeiro no livro “Harry Potter e a Câmara Secreta”.

    Um comentário nonsense meu é que Padma me faz lembrar Padmé, de Star Wars, a rainha Amidala (sei lá se é assim que se escreve).

    Vocês comentaram no episódio – se eu tivesse dúvidas, era para eu enviar, então vamos lá.

    Em Shurato (novamente a referência), Shiva aparece com uma aparência andrógina, inicialmente pensei que tinha uma aparência feminina, mas em seguida a voz da personagem era masculina (é uma cilada, Bino!! hahahaha). Tem alguma história na mitologia hindu em que Shiva assuma a forma feminina ou é do tipo machão que não faz um gender-bender?

    Agora, por nomes, só vale lembrar os nomes das filhas da Baby do Brasil, Sarah Sheeva, Nana Shara e assim vai – olha que zuado.

    No mais, só venho “espalhar a minha feiura” por aqui (citando uma frase dita pelo pessoal do podcast Los Chicos) e a beleza do AnimeSphere, claro (momento jabáááá).

    Um grande abraço!!

  • Francisco das chagas

    olá senhores,como é que vcs conseguiram citar ff e cdz nesse cast? bom depois dessa chamada dos e-mail e comentários nada mais me surpreende(eu acho)
    não sei pq,mas eu imaginei o shiva com a cabeça do cara girando e dizendo roda a baiana.

2012-2017 | Meia-Lua